terça-feira, 18 de Setembro de 2012

Trabalho de campo no Príncipe

    Quando o trabalho de campo exige que se vá para zonas mais inacessíveis e não existe transporte próprio, a ultima alternativa são os motoqueiros. Foi assim que eu e o Simon fomos para São Joaquim para fazer contagem de papagaios e apanhar passarada com as redes.

    São quase sempre as crianças as primeiras a dar-nos as boas vindas. Apesar de muitas vezes serem chatas, faz tudo parte da experiência e não seria a mesma coisa sem termos os petizes todos à nossa volta a observar atentamente cada coisa que fazemos e a comentar sobre isso mesmo como se não os conseguíssemos perceber.
    As paisagens na ilha do Príncipe são uma perfeita loucura e este postal espera qualquer um que vá atrás de uma das casas de São Joaquim.
Campo de batalha
    Foi só por si uma aventura conseguir ferver água para o chá. O processo é demorado e trabalhoso e começa com a selecção de paus e troncos de tamanhos diferentes e o mais secos possível - coisa extremamente difícil para estes lados por isso o normal é ter-se que aproveitar quase só o centro da madeira. Depois de rachar a lenha toda até ter um autêntico degradé de tamanhos, há que montar uma caminha para isolar tudo do chão frio e molhado, e depois monta-se uma espécie de tenda de índio com os pauzinhos e queima-se um pedaço de saco de plástico e deixam-se as gotas incandescentes caírem por cima da madeira. Para quem tem jeito (e sorte) isto é o suficiente para começar uma mini fogueira que depois tem que ser cuidada com muito amor e carinho para não se apagar sem qualquer aviso... Para quem não tem jeito, é preciso soprar até ficar com os olhos vermelhos, o ranho escorrer por todo o lado e a cabeça ficar leve... ou então pode-se sempre usar as barbatanas de mergulho! Como nenhum dos métodos parecia funcionar especialmente bem, acabámos por usar um misto dos dois. Pode ter demorado mais de uma hora, mas tivemos chá quentinho ao jantar e ao pequeno-almoço!

Beija-flor-oliváceo - Cyanomitra olivacea
Simon com as mãos ocupadas

Tchibi-fixa - Horizorhinus dohrnii


2 comentários:

  1. Adorei o post, muito fixe mesmo. Beijinhosss

    ResponderEliminar
  2. Isso é que é fazer render os últimos dias :D

    ResponderEliminar